quinta-feira, maio 31

Para refletir...



«As guerras têm mais dificuldades de existir quando as pessoas se compreendem umas às outras.» (pág. 172)

«A força aglutinadora do universo é o amor.» (pág. 173)

«A vida é um fenómeno que resulta do amor, da união, entre todas as peças que a compõem.» (pág. 174)

«São os outros que nos fazem viver, especialmente os que nos amam.» (pág. 220)

«A ficção, e não o cão, é a melhor amizade do homem.» (pág. 207)

«Não há nada mais profético do que a literatura.» (pág. 231)

«A visão do mundo não é apenas o que vemos, é também o que imaginamos.» (pág. 237)

«O piano e o pianista são a mesma música.» (pág. 240)

Madalena Varela
maio de 2012

Atividades da Biblioteca Municipal Florbela Espanca


1 de junho

9h30 - Hora do conto baseada no livro “A Gatinha, a Princesa e o Bebé”, de Paula Gonçalves

11h00 - Oficina de criatividade: Guarda os teus Direitos… E os Deveres?

14h30 - Gincana de Jogos tradicionais

Feira do Livro (em frente à CMM)

2 de junho

17h00 - Lançamento do livro "A gatinha a princesa e o bebé" de Paula Gonçalves


Participação da BMAG na Feira do Livro


quarta-feira, maio 30

Lançamento do livro

Apresentação a cargo da historiadora Fina D'Armada, no próximo sábado, 2 de junho, às 17h30, no auditório do Palácio da Bolsa.

Sessão de leitura

Com a presença do autor, no próximo dia 1 de junho, sexta-feira, pelas 21h00, no Auditório da ES/3 Inês de Castro, em Vila Nova de Gaia.
Apareçam!

terça-feira, maio 29

82ª Feira do Livro do Porto 2012 - Programa



31 Maio
18h30, Praça APEL
MARIANA VERGUEIRO QUARTET (concerto)
Org. em colaboração com AE ESMAE.


1 Junho
21h30, Auditório APEL
“O MURMÚRIO DO MUNDO”. UMA VIAGEM PELA ÍNDIA COM ALMEIDA FARIA.
Almeida Faria, Carlos Vaz Marques, Gonçalo Villas Boas
Org. em colaboração com Instituto Literatura Comparada Margarida Losa, da FLUP
21h30, Praça APEL
NEMA TREVO (concerto)
Org. em colaboração com AE ESMAE.


2 Junho
16h00, Auditório APEL
“COMÉDIA DE CÁTEDRA”
Abel Barros Baptista, Pedro Mexia, Ricardo Araújo Pereira
Org. em colaboração com Instituto Literatura Comparada Margarida Losa, da FLUP
18h00, Auditório APEL
OS LIVROS E A REVISTA LER
Bruno Vieira Amaral, Dóris Graça Dias, Filipa Melo, José Mário Silva
Mod. João Pombeiro 
(Ler, 25 anos. 1987-2012)
21h30, Auditório APEL
TRABALHOS E PAIXÕES DE FERNANDO ASSIS PACHECO
António Mega Ferreira, Antón Mascato, Marcelo Correia Ribeiro, Nuno Costa Santos


3 Junho
17h30, Auditório APEL
A LER POR QUEM A FAZ. A LER POR QUEM A LÊ.
João Pombeiro, Dina F. da Silva, Manuel António Pina
(Ler, 25 anos. 1987-2012)
18h30, Praça APEL
ALFABETA (concerto)
Org. em colaboração com AE ESMAE.


4 Junho
18h30, Praça APEL
BLUES FOR SOMEONE (concerto)
Org. em colaboração com AE ESMAE.


5 Junho
18h30, Praça APEL
SWINGING RABBITS (concerto)
Org. em colaboração com AE ESMAE.


6 Junho
22h00, Praça Gen Humberto Delgado
& ETC, um filme de Cláudia Clemente (com a presença da realizadora)
Org. em colaboração com Clube Português de Cinematografia/Cineclube do Porto


7 Junho
16h00, Auditório APEL
VERGÍLIO FERREIRA PARA SEMPRE
João Paulo Sousa, Joana Matos Frias, Lúcia Pinho e Melo
Leitura de textos dos diários Conta Corrente pelo ator Pedro Lamares
18h00, Auditório APEL
“O MUNDO LÊ-SE A VIAJAR”. ENCONTRO COM RAQUEL OCHOA
Raquel Ochoa, Fátima Outeirinho, Gonçalo Villas Boas
Org. em colaboração com Instituto Literatura Comparada Margarida Losa, da FLUP


8 Junho
21h30, Auditório APEL
POESIA TODA
Manuel António Pina, João Luís Barreto Guimarães


9 Junho
17h30, Auditório APEL
FERNANDO GUIMARÃES EM DESTAQUE
Arnaldo Saraiva, Bernardo Pinto de Almeida, Maria João Reynaud, Fernando Guimarães
22h00, Praça Gen Humberto Delgado
A CORTE DO NORTE, um filme de João Botelho (com a presença do realizador)
Org. em colaboração com Clube Português de Cinematografia / Cineclube do Porto, celebrando o 90º aniversário da escritora Agustina Bessa-Luís


10 Junho
16h00, Auditório APEL
UMA CONVERSA EM FORMA DE ASSIM
Rui Lage, Rui Manuel Amaral
17h30, Auditório APEL
PARA QUE SERVE A POESIA HOJE?
Joana Matos Frias, Pedro Eiras, Rosa Maria Martelo, Gastão Cruz, Luís Quintais, Diogo Vaz Pinto
Org. em colaboração com Instituto Literatura Comparada Margarida Losa, da FLUP
18h30, Praça APEL
SUBCONSCIOUS-LEE QUARTET (concerto)
Org. em colaboração com AE ESMAE.
19h00, Auditório APEL
PARALELO W. Apresentação por Diogo Vaz Pinto, Inês Dias, Manuel de Freitas.


11 Junho
18h30, Auditório APEL
À CONVERSA COM
António Barahona, Bernardo Pinto de Almeida


13 Junho
22h00, Praça Gen Humberto Delgado
ÂNGELO DE SOUSA – TUDO O QUE SOU CAPAZ, um filme de Jorge Silva Melo (com a presença do realizador)
Org. em colaboração com Clube Português de Cinematografia/Cineclube do Porto


14 Junho
18h30, Praça APEL
ALEX MIRANDA (stand up comedy)
Org. em colaboração com AE ESMAE.
21h30, Auditório APEL
“O CAMPO ‘É UM CAMPO, PRONTOS.’”
Álvaro Domingues, Duarte Belo
Mod. Abel Coentrão


15 Junho
18h30, Auditório APEL
O ENCONTRO INESPERADO DO DIVERSO
Pedro Eiras, Miguel Ramalhete, José Sousa Ribeiro
Org. em colaboração com Instituto Literatura Comparada Margarida Losa, da FLUP
18h30, Praça APEL
MARIA ESPERANZA (concerto)
Org. em colaboração com AE ESMAE.
21h30, Auditório APEL
JOSÉ AFONSO. “EU SOU O QUE FIZ.”
Viriato Teles, Sérgio Godinho, Avelino Tavares
Mod. Ricardo Alexandre


16 Junho
16h00, Auditório APEL
CARÍSSIMAS 40 CANÇÕES. SÉRGIO GODINHO E AS CANÇÕES DOS OUTROS.
Sérgio Godinho, Álvaro Costa
18h00, Auditório APEL
ACTUALIDADE DE MARX
Sousa Dias, Osvaldo M. Silvestre, Adolfo Luxúria Canibal
21h00, Auditório APEL
O QUE ARDE CURA
Carlos Tê, Regina Guimarães
Mod. João Pedro da Costa
Org. em colaboração com Instituto Literatura Comparada Margarida Losa, da FLUP


17 Junho
17h00, Auditório APEL
À CONVERSA COM
Dulce Maria Cardoso, Manuel Jorge Marmelo

Viagem literária


A Trama da Estrela de Vasco Ricardo

Vídeo da campanha de lançamento de A Trama da Estrela da autoria de Vasco Ricardo, ex-aluno da Escola Secundária João Gonçalves Zarco.
Um exemplar do livro, oferecido pelo autor, já está disponível na BiblioZarco.

Concerto acústico da Banda Lulla Bye


Cine-Teatro Constantino Nery
16 de junho  |  22h00
Entrada: 12,50

quarta-feira, maio 23

84º Aniversário de Eduardo Lourenço



Ensaísta e crítico literário português, Eduardo Lourenço nasceu a 23 de maio de 1923, em S. Pedro de Rio Seco, Almeida.
Formado em Ciências Histórico-Filosóficas pela Universidade de Coimbra, a voz de Eduardo Lourenço exerce um profundo e consensual fascínio sobre a intelectualidade portuguesa, surpreendendo pela "capacidade de ser portador de um olhar sempre diferente e inquietante sobre os problemas de que se ocupa", espantando pela "pluralidade de interesses, a imensidão de uma cultura que não se entrincheira em redutos de erudição, o jogo ilimitado das referências" (COELHO, Eduardo Prado - "Eduardo Lourenço: Um Rio Luminoso", in A Mecânica dos Fluídos, Lisboa, INCM, 1984, p. 280), estatuto unanimemente reconhecido, por exemplo, na atribuição de vários prémios nacionais e internacionais (Prémio PEN Clube, 1983; Prémio Europeu de Ensaio Charles Veillon, 1988; Prémio Camões e Prémio D. Dinis, 1996; Prémio Virgílio Ferreira, pela Universidade de Évora, 2000; condecoração francesa da Legião de Honra, 2002; Prémio Extremadura a la Creación, 2006; Prémio Extremadura para a Criação, 2006; Premio Pessoa, 2011).

A leitura dá-te asas


Google homenageia Robert Moog

O Google presta homenagem a Robert Moog, criando um doodle interativo que simula um incrível sintetizador virtual.
Robert Arthur Moog (23 de maio de 1934 - 21 de agosto de 2005) foi um inventor, músico e engenheiro norte-americano que, junto com o compositor Herbert Deutsch, inventou, em 1964, o moderno sintetizador: o Moog.

terça-feira, maio 22

A 22 de maio de 1907

Nasce Georges Prosper Remi, escritor e artista belga conhecido por Hergé, que conquistou fama com a sua personagem mais conhecida, criada em 1929 e publicada até à morte do autor (em março de 1983), nos livros As Aventuras de Tintin.
Homem de passado algo sombrio e com ligações ao nazismo, o criador de Tintin era também racista e antissemita, o que se repercutiu na sua obra.
Alguns livros de Tintin tiveram mesmo de passar por revisões, com o objetivo de apagar das criações de Hergé o seu vinco ideológico. Por exemplo, o livro "Tintin no Congo" retrata os congoleses com uma visão racista; visão apresentada como sendo comum a todos os belgas relativamente aos africanos. Por outro lado, os vilões da banda desenhada de Hergé eram negros, asiáticos, marxistas ou semitas, em resultado do ideal fascista do autor. Apesar desta faceta sombria, certo é que o belga levou a sua arte a todo o mundo, com traduções em mais de 40 línguas.
Também Astérix e Lucky Luke nasceram inspirados em Tintin, que marca uma nova era da banda desenhada.
Pois é, os livros aos quadradinhos também têm destas facetas, ainda assim, muitos não deixam de ser uma delícia!
[adapt. FALAR GLOBAL]

Lançamento do livro


Apresentação a cargo do Dr. Joel Cleto
25 de maio, às 19 horas
Auditório Biblioteca Florbela Espanca

A não perder!


Com o apoio da Junta de freguesia da Senhora da Hora e da MatosinhoSport, vai realizar-se, no dia 07 de julho, o II Encontro Internacional de Colecionadores, no Pavilhão Municipal Senhora da Hora.

Adivinhe quem vem para rezar


De 25 a 27 de maio: Teatro de Rua


Educação para a Cidadania


Comunidade de leitura


Poesia


22 de maio


segunda-feira, maio 21

A não perder!


Para voar...


Junho: serviço educativo da Casa-Museu Abel Salazar


Ação de Formação INE / RBE

Realizou-se no passado dia 16 de maio, entre as 17 e as 20h00, a ação de formação INE/RBE A Literacia Estatística ao Serviço da Cidadania - Portal do INE e Projecto ALEA: uma primeira abordagem, dinamizada pelo formador Ângelo Antunes.
Participaram professores e os professores bibliotecários das Escolas Secundária da Boa Nova, Secundária da Maia, Secundária Gonçalves Zarco, da EB prof. Óscar Lopes e do Agrupamento de Escolas de Custóias.

domingo, maio 20

terça-feira, maio 15

Já abriu!


Mostra o que vales!



O Instituto Nacional para a Reabilitação, IP, já lançou o Concurso Cartaz Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, no valor de 500 euros.
Este concurso tem por objectivo premiar o trabalho gráfico que melhor represente a mensagem subjacente à comemoração deste dia, nomeadamente celebrar os direitos humanos das pessoas com deficiência e sensibilizar a sociedade para combater os preconceitos e os obstáculos que impedem estes cidadãos de exercer os seus direitos e participar ativamente em todos os aspectos da vida política, social, económica, cultural e artística.
Com esta iniciativa pretende-se igualmente envolver todos os cidadãos, de todas as idades, em grupo ou individualmente, na sensibilização para os direitos da igualdade de oportunidades e não-discriminação das pessoas com deficiência.
O cartaz vencedor servirá para promover a campanha relativa à comemoração, a nível nacional, a 3 de dezembro, do dia Dia Internacional das Pessoas com Deficiência. 
PARTICIPA!